Portable Nvu

Portable Nvu 1.0

Editor HTML portátil para quem não quer programar

Até algum tempo atrás, para alcançar notoriedade mundial você precisava realizar uma façanha sem tamanho. Com a internet, conseguir o mesmo sucesso pode depender apenas da criação e promoção de uma página na rede. O Portable Nvu agrupa qualidades que ajudam você a desenvolver um site próprio. Ler descrição completa

PRÓS

  • Editor WYSIWYG
  • Validação de HTML
  • Grátis, portátil e fácil de usar

CONTRAS

  • Não constrói frames sem código
  • Não disponível em português

Muito bom
8

Até algum tempo atrás, para alcançar notoriedade mundial você precisava realizar uma façanha sem tamanho. Com a internet, conseguir o mesmo sucesso pode depender apenas da criação e promoção de uma página na rede. O Portable Nvu agrupa qualidades que ajudam você a desenvolver um site próprio.

O Portable Nvu aparece como uma alternativa simples diante de robustos programas de edição web, como o Dreamweaver e o FrontPage. Além de ser grátis e portátil, promete facilitar bastante o trabalho de criação de páginas. Oferece uma variedade de recursos e um eficiente editor WYSIWYG que dispensam a escrita diretamente em linguagens de programação.

W3C

Apesar de permitir deixar a programação pura de lado, o Portable Nvu dispõe de uma função que valida o HTML segundo as regras do W3C. A ferramenta de limpeza de código também integra o programa. O resultado é uma página mais leve e compatível com os principais navegadores.

O Portable Nvu ainda trabalha com folhas de estilo e possui um cliente FTP integrado. A página do autor apresenta um guia on-line de construção de sites que inclui até mesmo dicas para divulgação do produto acabado na web. O sucesso mundial está mais perto do que você imagina.

Portable Nvu

Download

Portable Nvu 1.0

— Opinião usuários — sobre Portable Nvu

  • Luiz Silva

    por Luiz Silva

    "NVU PORTUGUES"

    Realmente o programa é muito fácil de ser utilizado, penso apenas que poderia também haver uma versão em portugês, bem c... Mais.

    escrito em 1 de abril de 2010